Sexta-feira, 12 de Janeiro de 2007

Partilha no Grupo

Partilhei este escrito com o Grupo, o meu Grupo de AM.

Quando leio não sei se de facto o senti ao escreve-lo.

Se quereria apenas explodir de alguma maneira.

Se o foi, orgulho-me que tenha sido para um teclado e nao com uma lamina.

Conheci uma pessoa. Alguem que me está a dar imenso. Voltei a dar e estou a receber em dobro!

Tenho medo.

Tudo me mete medo.

Estes sentimentos quase que são novos para mim.

Nunca fui tratada assim...

Estou assustada

Apaixonada

...e cansada.

----------------------------- **--------------------------------

Sinto-me miseravel
Doente
Sem esperança
Sem vida
Sem ....vontade
Só quero que me deixem em paz
Sofro porque nao consigo tratar do meu filho
Sofro porque nao consigo gostar de mim neste momento
Sofro porque estou tao perto de desistir de mim
Desistir de todos
Vou pecar para alem da minha existencia
Vou fazer sofrer
Vou obrigar a pecar
Cansada
Tão cansada
Cansada
Cansada
Revoltada
Cansada
Dorida
Cansada
Miseravel
Desitir
Só penso em desistir
Só quero desistir
Pensamentos de morte ecoam-me na cabeça.
Quero morrer
Preciso morrer
Tenho de morrer
Estive tão perto de ver o meu sangue
Necessidade disso
Ver sangue
O meu sangue
Voltar a sentir a lamina na minha carne
Estou a ficar sem limites
Estou a ficar sem barreiras
Practicamente nada me pode impedir...já não.
Perdoa-me filho...
Hoje estou:

Partilhado por Sentida às 01:42
link do post | Comentar | favorito
|
12 comentários:
De Pipoca a 12 de Janeiro de 2007 às 11:45
Coitado do seu filho. Merecia melhor sorte.


De Sentida a 12 de Janeiro de 2007 às 21:01
O meu filho é uma criança muito forte, feliz e inteligente. De coitado nao tem nada! Coitado de si e dos que a/o rodeiam por terem alguem por perto tao ignobil e de mentalidade retrogada.
Coitados!


De Pipoca a 14 de Janeiro de 2007 às 11:19
Se pensa assim, então porque se sente tão culpada e lhe pede perdão? Porque na realidade sabe que lhe está a fazer mal. A sua instabilidade (a roçar a loucura) está a prejudicá-lo e continuará a faz~e-lo à medida que eke vai crescendo. Não compreendo como uma mãe tem a maior benção que existe no mundo (um filho) e mesmo assim isso não seja o suficiente para fazer com que lute e queira viver. Por isso se sente culpada. Porque sabe que está, deliberadamente, a fazer-lhe mal. O seu filho, tal como todas as crianças inocentes, merecia o que de melhor o mundo tem. Ao invés disso tem um pai alcoólico que foi embora e uma mãe incapz e instável que afirma, alto e bom som, que quer morrer, pois aparentemente ter um filho não é o suficiente para mudar de vida. A isso chamo egoísmo. Pense menos em si e mais no seu filho, pois se o fizer, deixa-se de ataques desse género. Até pode achar que o seu filho não percebe nada, mas está redondamente enganada. Oxalá não veja isso quando já for tarde de mais.


De confissoesdeumasurda a 22 de Janeiro de 2007 às 02:33
Pipoca, haja bom senso.. se ela ainda está viva.. a lutar.. é por causa do filho.. por isso, não vale a pena rebaixá-la só porque lhe convém criticar naquilo que não está bem.. mas sim, dar-lhe forças para ela continuar.

Força sentida!!


De Joana a 7 de Fevereiro de 2007 às 00:36
Independentemente do facto de ter um pai alcoólico e uma mãe problemática, uma criança precisa apenas de amor incondicional. E isso, com certeza, a Sentida dá ao filho dela.
Quem escreve um blog para desabafar os pesos que tem nos ombros e procurar nos comentarios as forças que às vezes acha que perdeu não merece que a critiquem dessa maneira.


De Incógnita a 15 de Janeiro de 2007 às 22:41
Antes da bonança vem sempre a tempestade...


De xaxa87 a 6 de Março de 2007 às 20:34
oi, estive a ler o teu blog, gostaria de ter palavras bonitas para te dizer de forma a consolar te... mas a unica coisa que posso te dizer é que tu podes ser feliz sem sofrer e sem te magoar... nao desperdices as chances que a vida te deu. bjs


De jessica Scotti Scherer a 7 de Maio de 2007 às 23:59
As vezes me pergunto se vale a pena viver Sem a alegria que eu tinha a muito tempo a pessoa que eu amo me ama ao mesmo tempo que me odeia! Será que um dia ele irá me amar de verdade? eu não sou tão bonita não me acho não sou exibida! mas... Quero tanto que ele me ame a minha família nunca me apoia nunca esta do meu lado já pensei em me matar!!! já pensei em deixar de viver de aturar tudo que tenho que aguentar estou cada vez mais próxima da vontade de morrer já fiz orações pedindo que me tirem a vida mas nada disso acontece!! eu me sinto cada vez mais morta por dentro como se não visse sentido em nada do que eu faço como se a minha vida dependesse de algo, que sei que nunca ira acontecer... quero tanto morrer não sei se farei falta se alguém iria chorara no meu velório tenho tantas duvidas que só irei saber as respostas se MORRER que que eu irei ajudar aqui? viva será que sirvo para algo será que morta não irão me respeitar mais?


De spider a 14 de Maio de 2007 às 10:21
eu também já me senti assim, sem motivo para viver, sem esperança de que algum dia posso ser feliz e amada por alguém especial que me compreende. por momentos pensei mesmo: "Porque não acabar com todo este sofrimento? qual a razão de continuar a viver?", mas hoje não penso mais em desistir. quero mesmo ser feliz e acredito que um dia posso encontrar aquela luz. não tenho ajuda da minha família, mas também ninguém me consegue ajudar. mas não percas a esperança. não te digo que vais ser feliz, mas tens de lutar, e vais conseguir... =)**** e não peças que te tirem a vida, só o tempo te a vai tirar e ainda tens tempo para viver... =)


De Ednilson a 15 de Janeiro de 2008 às 06:58
A vida é triste, eu sou triste, estou muito triste... por que erramos?


De Anónimo a 6 de Maio de 2010 às 04:43
a vida para mim nao faz sentido, toda a gente me detesta, tenho problemas de socialização e só me apetece morrer, tenho 21 anos e ficarei por aqui, nao consigo mais.


De Maria Cristina Farinha Cardoso a 10 de Julho de 2014 às 14:22
Peço desculpa por tentar dar a minha opinião, pois opinião todos tem. Mas será que alguém tentou estar no lugar desta mulher pensar no seu sofrimento. Querer morrer não é cobardia mas sim uma vontade de acabar com algo que que se chama sofrimento. Pois ela também sabe que estando assim não e bom para o seu filho. Mas a ela lhe digo coragem e muita mas mesmo muita força. O seu filho precisa de si ao seu lado e bem.


Comentar post

Pesquisar neste blog

 

Outubro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts recentes

Cansada mas ..... viva e ...

Perdida...

Por amor?

Vida nova...problemas ant...

Dizer ADEUS

Um ano de partilha

Partilha no Grupo

Passado que voltou

Sentimentos num shaker

Um aniversário com lágrim...

Uma dor cá dentro....

I just want to feel...

Cinderela

Desiludi amigos

Para as minhas visitas .....

Desde o início...

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Maio 2007

Março 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Abril 2006

Março 2006

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

online

Sentidos por mim