Sábado, 2 de Julho de 2005

Para Claudiarodmatos

A Claudia, para quem não sabe tem sido uma comentadora do blog destes ultimos dias. Basta ver os comentarios. Sentindo-me bastante atingida venho fazer um post de resposta.


Claudia,

Um blog, como desde à muito me foi explicado é como que um diàrio virtual. Logo não tenho que escrever apenas o que os outros querem ler. É aqui que me expresso. É aqui que "falo". Só cá passa quem quer. Só o lê quem quer.
Não venho para estas "páginas " me martirizar. Venho falar do meu dia a dia. É mau...tem sido péssimo. ´Mas tem sido a minha vida ultimamente. Se há alguma vida em risco é a minha mais NENHUMA! Em momento algum coloquei a vida do meu filho em jogo! Diz que só venho para aqui lamentar-me? Fico com a sensação de que anda a ler outro blog e a escrever o comentario no meu. Não lê as partes onde digo que ando a ser seguida por uma serie de médicos? Onde falo num eventual internamento? (Fui chamada para ir ao Hospital na 2ª feira.). Um dia , quando souber o que é ser mãe, imagine-se longe do seu bebé de 19 meses. Ter medo de que quando voltar ele nao a reconheça! Ele deixe de a chamar mãe! Deixar de sentir o cheiro dele...
Aqui neste meu diario virtual escrevo a minha dor. Se não sonha o que é viver com um adicto em recuperação nao opine sequer. A minha doença e a do meu companheiro estao neste momento as duas a manifestar-se e estamos a aprender a lidar com elas. É muito complicado mas faz parte das nossas vidas enquanto estivermos juntos.
Da maneira como voce descreve a minha vida, a vida de alguem que nao conhece fico a pensar que ve demasiados filmes ou demasiados noticiários.
Mas vou elucida-la. A si e a mais alguem que tenha essa duvida.
O meu filho está no infantario durante a semana porque embora eu esteja com baixa, nao estou em obvias condições para tomar conta dele.
Quando o pai chega se eu estou num dia melhor sou eu que dou banho ao pequenino senao dá o pai.
Às vezes aos fins de semana (e alguns dias da semana) se eu estou pior os meus pais ficam com o meu filho e ele dorme lá.
Se há uma coisa que sempre fizemos foi proteger esta criança! Por isso nao venha falar de algo que não sabe! Não enfatize sobre situações que lhe sao totalmente alheias!
Eu nunca tinha feito isto mas voce já me andava a deixar demasiado nervosa, não com a sua sinceridade que é muito benvinda mas com o seu julgamento. Tem estado constantemente a deitar-me abaixo sem antes ler correctamente o que tenho escrito.
Não, eu nao tomo comprimidos e me deito no sofa e adormeço com o meu filho cá em casa!
Não, eu e o meu companheiro nao gritamos, muito menos em frento ao pequenino.
Não, não tenho estado parada e tenho andado a lutar pelo meu bem estar e da minha familia.
Não, não me ando só a lamentar e vou fazer um sacrificio que só quem é mãe sabe de ficar longe do meu bebé só para poder voltar com forças para enfrentar tudo novamente.
Não, Claudia, não sabe do que está a falar!



Partilhado por Sentida às 17:47
link do post | Comentar | favorito
|
7 comentários:
De Enviado por a 6 de Julho de 2005 às 09:53
Sentida,

por muito que as palavras da Claudia tenham sido duras. Por muito que a Claudia tenha tocado num ponto tão frágil como o «ser mãe», por muito que as suas palavras sejam frias ... pela primeira vez eu vejo «Reacção»...eu vejo luta... MUITO BEM Claudia :) (mas atenção não fales demasiado do que desconheces Claudia, o amor de uma mãe é poderoso ;)) e BRAVO BRAVO Sentida :). Espero que melhores e que tudo corra bem no teu internamento

Beijo da pluma:)pluma
</a>
(mailto:plumacaprichosa@hotmail.com)


De Enviado por a 3 de Julho de 2005 às 17:21
minha nina linda, lamento q tenhas tido a necessidade de te justificares num espaço que é teu, uma vida que é tua, e sei que a vives da forma mais correcta que no momento podes e te é permitido, assim como acredito que este momento é passageiro e que o futuro revelará maior paz interior.
Acredito em ti.
Acredito em ti porque sabes desde o inicio que tens um filho lindo para criar que te ama e necessita de ti e a quem amas mais que tudo. Acredito em ti porque apesar do desespero que neste espaço libertas, possuis uma coerencia que é mto superior à tua depressão. Acredito em ti, porq no fundo eu sei que tu também acreditas em ti. Acredito em ti, porque sempre que te leio vejo uma mulher lutadora, uma heroina, porque os herois não são aqueles que têm coragem, mas sim os que tendo medo o enfrentam, e eu não te vejo fazer outra coisa que não enfrentar tantos medos, e sim algumas batalhas foram perdidas, outras tantas ou mais ganhas, mas para mim continuas a ser uma heroina, porque enfrentas continuamente o pior dos inimigos humanos - enfrentas-te a ti propria, o odio e o medo que tens por ti. Tudo de bom como sempre. Neste abraço imenso vai o maior dos carinhos, minha amiga, adorava ver-t o sorriso. insideOfTheMagnolia
</a>
(mailto:silmafre-insideofthemagnolia@yahoo.com.br)


De Enviado por a 3 de Julho de 2005 às 14:42
olá querida! Caí aqui um pouco de pára-quedas, mas li a sua resposta à Claudia e a posterior resposta desta.Ela está certa sabe?Uma mãe jamais pensa em dar fim a sua vida, por que dela depende a vida de seu filho."Amigo não é aquele que nos alegra com mentiras e sim aquele que nos fere com a verdade." Eu também sou mãe e tenho a certeza de que, se você buscar forças no amor que sente pelo seu filho, tudo pode mudar, você pode mudar.Não quero ser uma intrusa em sua vida, até por quê nem a conheço, mas eu acredito que se você quiser muito, vai sair vitoriosa desta luta, a luta por uma vida feliz. Um grande beijinho e tudo o que houver de melhor no mundo, eu desejo à você.Patty
(http://amigapatty.blogs.sapo.pt)
(mailto:patriciapaz@sapo.pt)


De Enviado por a 3 de Julho de 2005 às 14:27
Cláudia: Não adianta andar-me a espicaçar para reagir. Não a conheço de lado nenhum para que o faça. Não estou letárgica nem morta. Estou a lutar. Pelo menos ficou com essa noção. Ainda bem. Fique bem.Sentida
</a>
(mailto:sentida@sapo.pt)


De Enviado por a 3 de Julho de 2005 às 14:19
yohanan: Nina, eu ainda aqui estou e enquanto estiver vou estar contigo. Vamos falar dessas necessidades que voltaste a sentir no Grupo está bem? Vou para lá agora. Olha, tu és amada. E tens aqui alguem que gosta muito de ti. Não esqueças isso nina.Sentida
</a>
(mailto:)


De Enviado por a 2 de Julho de 2005 às 22:02
mama linda tnho saudades...=(apetece-me xorar, n sei porque mas apetece-me....n sei porque mas eu pciso...eu pciso de me envolver nakilo outra vez....mama linda era tao mais facil s eu pudesse tr cntg...=(e todos os dias a mema coisa...eu n kero k t vas embora nao nao nao nao...o teu bebe pcisa d ti, eu pciso d ti...linda aguenta pfv....tou tao triste por ti, por mim...eu tb n consigo lutar mais...yohanan
(http://www.levaminhalma.blogs.sapo.pt)
(mailto:smind_me@hotmail.com)


De Enviado por a 2 de Julho de 2005 às 18:59
Finalmente vejo-a com uma atitude que me agrada. Parou de se lamentar, libertou-se da atitude derrotista e de auto-comiseração e defendeu-se! Aleluia! É isso mesmo que deve fazer. Pegue nessa força que agora sei que tem dentro de si e use-a de maneira útil. Tal como se defendeu dos meus posts, pegue nessa força, nessa energia, nessa vontade e raiva, até, e lute para se pôr boa. Lute para ajudar o seu companheiro. Lute para dar ao seu filho uma família feliz e equilibrada. Seja forte. Não se deixe abater. Está a ver como tem força? Está a ver a forma como me respondeu? Não é melhor assim do que ir-se cortar ou escrever que pensa em morrer? Tem uma família. Pais, companheiro e um filho lindo e especial. Lute, caramba! Viva e seja feliz! Boa sorte!Cláudia
</a>
(mailto:claudiarodmatos@gmail.com)


Comentar post