Terça-feira, 14 de Junho de 2005

Inquieta

Sinto-me inquieta.
Demasiado inquieta....
Apetece-me gritar mas nem sei o quê!
Queria escrever mas não estou a conseguir!!!
E isso esta a deixar-me furiosa comigo!
Desassossegada!
.....Tenho consulta com o meu filho daqui a pouco....vou tomar um banho quente e relaxar.
Vou aproveitar e passar a tarde com ele na rua...vamos passear.
É isso que eu quero muito.
Vou conseguir?
Começo-me a sentir fraca e inutil!







http://groups.msn.com/GrupoApoioAutoAgressao (quem se indentificar, inscreva-se, p.f, já somos 25)

Partilhado por Sentida às 13:46
link do post | Comentar | favorito
|
2 comentários:
De Enviado por a 17 de Junho de 2005 às 20:12
Estou arrepiada! Comecei a ler os teus primeiros posts de Março de 2005 e só consegui ler 2 ou 3... depois vim novamente ao primeiro e, quando, clico para comentar, aparece este comentário do solpreto que é igualmente triste... Nem sei o que dizer!

A minha vida também não tem sido muito fácil nos últimos meses mas eu tento vê-la de uma forma positiva e encontrar no meu dia-a-dia razões para ser feliz. Acho que o truque é este: olhar para a vida de uma maneira positiva.

Espero que ambos encontrem paz e amor que vos prendam não só ao mundo... mas à felicidade também!

Um beijinho do fundo do coração para ambos!Amor às Rodelas
(http://rodelasdeamor.blogspot.com)
(mailto:barbaruska74@hotmail.com)


De Enviado por a 14 de Junho de 2005 às 17:39
Nem sei porque estou a escrever... Talvez por me rever neste blog... peço desde já desculpa se me estiver a intrometer num blog pessoal, no qual só participem pessoas que tu conheças. Talvez escreva por me sentir tambem eu um inutil, um farrapo do que já fui, exuberante, forte, quando ainda irradiava alegria e pujança. Tudo isso se esvaia num ápice. E não percebemos porquê. Porque é que algumas pessoas conseguem fazer daquele pormenor a grande alegria das suas vidas e nós não. Demasiada ambição, demasiado depressa, tudo tem de ser atingido rapidamente, ontem... Sei lá se tenho um problema... o que não quero é viver assim... será que quererei viver. Se calhar temos tudo e não conseguimos ver que estamos satisfeitos... queremos mais, mais dinheiro, mais bens materiais, mais alegrias, um melhor relaccionamento, um ou uma amante mais quente, mais apaixonado(a). E não vemos que o problemas somos nós mesmos. Desculpa mais uma vez a minha intromissão, mas temos que arranjar algo que nos faça ficar presos á vida... o que quer que seja. "Pessoas sem problemas psicológicos são reflexos de vivências futeis" e a ultima coisa que quero é passar pela vida, olhar para trás e observar que tudo o que fiz, não representou nada. Se leres isto muito obrigado... se precisares tens o email... se me excedi, intrometi ou disse algo desagradavel...... desculpa. Muito Obrigado. Com aquele abraço... de quem nem sequer te conhece. solpreto
</a>
(mailto:sevenzecrag@hotmail.com)


Comentar post