Quinta-feira, 9 de Novembro de 2006

I just want to feel...

Tenho estado ocupada.

O meu livro.  Quero muito termina-lo. Sei que vai fazer com que muitas pessoas se identifiquem.

A guerra com o pai do meu filho...continua. Nao sei se continua, nao sei se terminou. Nao sei o que ele quer fazer.

Tem-me magoado com sms em que me ataca.

Sao coisas sem nexo.

Deixo aqui duas sms que me enviou.... às vezes penso que dou em doida com tudo isto.

" Estou a ponderar ir para um pais fora da Europa. Aparentemente 2mil km nao nos irão separar. O laço que nos une existe desde o dia em que ele nasceu e isso nao consegues quebrar."

Já perdi a conta em que lhe disse que a ultima coisa que quero é separa-los...PORQUE É QUE ELE NAO ENTENDE ISSO?????

"Há pouco tempo disseste "eu tenho amigos"... eu sempre tive amigos...os meus braços. A proxima vez que estivermos em frente ao provedor nao vai ser certamente para decidir qual o montante que eu tenho que te dar...conforma-te. na minha opinião tens um lugar menor na vida dele. fui esolhido por ele no dia em que nasceu. nao fui eu que o escolhi..ele escolheu-me.

Só eu e ele sabemos o que se passou naquele olhar. Os outros só podem imaginar. Tu só podes imaginar. Só faltam 11 anos para o pequenino poder decidir com quem ficar. Eu espero."

Isto é de loucos.

Não respondi a nenhuma das mensagens.

No entanto deixei que me magoassem. Não o pude evitar.

Estou cansada....

Houve prorrogaçao da baixa...nao consegui.

Tive ajuste na medicaçao....mais forte.

Não me sinto a fraquejar...antes pelo contrario. Cada vez me sinto mais forte e com mais vontade de lutar.

O enfrentar o Mundo lá fora é algo que ainda nao consegui trabalhar. Ainda nao consegui ultrapassar esse...trauma (?).

Tento....vou continuar a tentar.

 

 

Hoje estou:

Partilhado por Sentida às 08:26
link do post | Comentar | Ver comentários (2) | favorito
Quarta-feira, 1 de Novembro de 2006

Cinderela

Os meus anos foram comemorados no dia em que os fiz, sabado passado, 28 de Outubro.

Eramos 10. Os meus amigos. Senti-me bem.... muito bem perto deles. Senti-me amada.

Fui outra.

Deixei sair alguem que desconhecia.

Alguem que nunca existiu em mim.

Vergonha? Medo ou quiça até censura de outrem.

Nunca existi assim, como naquele sabado.

Sabia que tinha mudado, apenas nao me tinha permitido saber até que ponto.

Foi muito positivo conhecer-me desta maneira.

Mas no Domingo tudo voltou ao mesmo.

Voltei a ter a abobora e os ratinhos em casa. Os problemas continuavam por resolver.

Voltou a tristeza.

A falta de ânimo....

O dinheiro....sempre o dinheiro.

O pai do meu filho continua com as mesmas lutas de sempre.

Agora arranjou trabalho ha cerca de 15 dias e diz que ja esta farto!.... O homem ja nao tem idade para andar a saltitar caramba!!! Tem responsabilidades. Ou só é pai para algumas coisas?

Consegui que o pequenino entrasse para a creche.

Mas com muita dificuldade estou a conseguir mante-lo lá.

O pai e eu chegamos a um acord que pagariamos a creche em conjunto.

Supostamente seriam os 50€ designados pelo tribunal mais metade da creche....

Agora ja nao é assim....já mudou de ideias....como sempre :s

Eu nao quero ir a tribunal outra vez...mas se ele continua assim, vou a tribunal e depois vao buscar-lhe ao ordenado.....eu nao queria chegar a este ponto!!

Estou mal...muito mal.

Ha pouco o meu filho pediu-me pao...só tenho manteiga para lhe dar..pediu-me queijo e tive de lhe dizer que nao tinha porque.... a mae nao tem dinheiro.....doeu tanto....

Tenho comida em casa, uma arca cheia de congelados, fome nao passamos, mas são essas pequenas coisas que doiem tanto....

Mas ele tá feliz...e muito desenvolvido.

A creche esta a fazer-lhe bem, muito bem.

Ajuda-o a libertar muita energia que até entao tinha contida aqui em casa. O convivio está a fazer-lhe muito bem. E sabe-me tão bem quando o vou buscar ficar um bocadinho a olhar para ele sem que se aperceba e depois ve-lo a correr na minha direcçao de braços abertos e ao agarrar-se ao meu pescoço dizer "a minha mãe, é a minha mãe".... .. choro novamente....mas de felicidade....e amor.

À noite, na cama, depois da estoria contada, trocamos sempre beijos e uns "adoro-te". Antes de ontem, o pai ligou-lhe e ele despediu-se com um "adoro-te pai"....o pai ficou sem palavras...ainda lhe perguntou onde tinha aprendido isso, mas ele começou na brincadeira e nem ouviu....

Ele nao aprendeu. Ele sente e sabe o que sente e por quem sente. Não lhe ensinei, mas lembro-lhe constantemente que o pai o ama muito. Porque sei que assim é....apesar de tudo.

Cansada....muito cansada...

 

Hoje estou:

Partilhado por Sentida às 00:51
link do post | Comentar | Ver comentários (4) | favorito

Pesquisar neste blog

 

Outubro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts recentes

Cansada mas ..... viva e ...

Perdida...

Por amor?

Vida nova...problemas ant...

Dizer ADEUS

Um ano de partilha

Partilha no Grupo

Passado que voltou

Sentimentos num shaker

Um aniversário com lágrim...

Uma dor cá dentro....

I just want to feel...

Cinderela

Desiludi amigos

Para as minhas visitas .....

Desde o início...

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Maio 2007

Março 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Abril 2006

Março 2006

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005